18/10/2017

Raivas {da cidade do meu coração}

Outono a cheirar a verão. Quando afinal os vestidos que já estavam arrumados voltam a sair do armário. E se calhar a cesta do piquenique ainda volta a ver a luz do dia. 
Hoje uma receita que me leva a um dos lugares do meu coração. Todos temos lugares desses, que passam a ser nossos, que nos fazem um sorriso na cara e nos trazem sempre lembranças boas. Aquele lugar que é sempre o primeiro na lista quando há datas especiais. Aquele lugar que ainda um dia vai ser nosso. O meu lugar especial é aquela cidade mágica que tem o encanto da Ria, a simplicidade e o bom coração das pessoas do mar e aquele vento indomável que eu adoro. Aveiro. E estas raivas, que podem não ser iguais às da Confeitaria Peixinho mas, que me aquecem o coração a acompanhar uma chávena de café bem forte. Sou mais de café do que de chá. E um café bem forte, sem açúcar, com estes biscoitos tão simples é sinónimo de felicidade.
Ingredientes:
2 ovos biológicos
250 g de farinha T55 + 50 g de farinha (se necessário)
70 g de manteiga, bem fria
100 g de açúcar
1/2  c. café de Flor de Sal do Algarve Vatel
1 c. chá de Bicarbonato Vatel
1 c. chá de canela em pó

Ligue o forno a 170ºC.
Numa taça, deite o açúcar e a manteiga cortada aos cubos. Bata numa batedeira até obter uma massa homogénea. 
Junte os ovos, um de cada vez. 
Por fim, junte a farinha peneirada com a canela, a Flor de Sal e o Bicarbonato Vatel. O Bicarbonato tem uma ação mais rápida que o fermento químico pelo que é preferível o seu uso em biscoitos e a Flor de Sal, bem... essa dá aquele toque especial em qualquer receita. Gosto sempre de uma pitada de sal nos doces, ficam mais saborosos.
Amasse tudo até obter uma massa moldável. Se for necessário, junte os 50 g de farinha. 
Enfarinhe as mãos e em cima de uma tábua, estique pequenos rolos de massa, o mais fino possível.
Pegue na massa e deixe cair no tabuleiro de forno, forrado com papel vegetal.
Leve os biscoitos a cozer durante 13 a 15 minutos. 
Deixe arrefecer em cima de uma rede antes de guardar numa caixa hermética.
Quando estava a fazer os biscoitos, começaram a vir-me à memória os presentes de Natal. É que estas Raivas são perfeitas porque duram bastante tempo, fechadas numa caixa ou saco hermético.


Este artigo foi desenvolvido com o apoio da Vatel.
Poderei ter recebido honorários e/ou produtos mas o conteúdo foi escrito por mim e contém apenas a minha opinião.

11/10/2017

Tarte de maçã da Titá invertida

Sabem a velha história de que quem conta um conto acrescenta um ponto? Pois é, ao que parece aplica-se às receitas, que vão passando de boca em boca ou de mão em mão e uma alteração daqui e outra dali, ficam uma receita completamente diferente! Foi isso mesmo que aconteceu com esta tarte! Ficou virada do "avesso"!

08/10/2017

Ementa da semana


Domingo é dia de ementa semanal. Posso não partilhar todas as semanas mas não passa uma que não faça a minha ementa. Quando tenho tempo, organizo antes de sexta-feira para conseguir preparar algumas coisas durante o fim de semana. Gostava de conseguir partilhar à quinta-feira à noite pois para mim faz mais sentido mas o tempo nos dias de semana voa sem que eu dê conta... 
Espero que gostem e que tirem algumas ideias!

Boa semana!

27/09/2017

Rabo de boi {simples, mas tão bom!}

As cores do outono deram sinal de si. Devagarinho as árvores vestem-se de castanho alaranjado e as noites e manhãs ficam muito mais frias. O verão foi mesmo embora.
Nós já entrámos na rotina, nesta nova roda vida, com a Maria na sala dos meninos de 1 ano e o Afonso no 5º ano. Tenho que me disciplinar e cumprir o que planeio semanalmente para não começar o dia em stress.

20/09/2017

Perna de peru recheada

Estamos a meio de setembro e houve anos em que, por esta altura, ao fim de semana, ainda vestíamos o fato de banho para ir dar uma escapadinha até à Figueira. Mas as noites frias já me fizeram arrumar os chinelos de enfiar no dedo e substituí-los por umas pantufas mais quentinhas. Não sei se foi disso mas na sexta-feira passada, quando estava no talho a fazer as compras para o fim de semana, veio-me à memória esta perna de peru recheada com castanhas que já fiz algumas vezes.

17/09/2017

Ementa da semana


Começaram as aulas e lentamente [e com alguma dificuldade] vamos voltando à rotina dos dias de semana. Ainda me estou a habituar ao facto de o rapaz estar numa nova escola, com horário de crescidos com tardes livres e tudo. Ainda é muita novidade junta, infelizmente ainda não tem os professores todos e ele próprio ainda se está a ambientar a tudo isto. Muitos dos colegas seguiram com ele por isso a adaptação acaba por ser mais fácil. 

12/09/2017

Sandwich cake

Agosto passou a dois tempos. Passou sem que desse conta mas numa velocidade branda e tranquila. Mudámo-nos para a aldeia e aproveitámos tudo o que isso tem de bom. Os fins de tarde acompanhados pelos avós e pelos tios faziam as delícias dos miúdos. Os passeio, a natureza ali ao sair da porta, a quinta e todas as coisas novas e diferentes, os animais, a espreguiçadeira a chamar por nós e os mergulhos na piscina. Fez-nos tão bem. Mudar de ar, mudar a rotina e aproveitar as coisas boas que eu tinha quando era pequena e que ainda hoje guardo numa das gavetas felizes. Mas noto que cada vez há menos crianças.
Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU